segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Ministério Público protocola ACP Cautelar com Pedido de Liminar

O Promotor de Meio Ambiente do Ministério Público de SP, Dr. Washington Luiz, protocolou nesta segunda feira uma Ação Civil Pública Cautelar com Pedido de Liminar, requerendo a suspensão de qualquer ação referente ao contrato de obra nos Pergolados, entre o Fundo Social do Governo - FUSSESP e a Empresa Harus Construções.

Leia a ACP Cautelar na íntegra.

14 comentários:

Florinda disse...

Parabéns ao SOS Parque da Água Branca pela Ação Civil Pública Cautelar, pelo dispêndio de tempo e de energia de todos os envolvidos, pela dedicação ao Parque. Parabéns.

Anônimo disse...

Enquanto o promotor buscou o diálogo e o acordo, a primeira-dama continuou agindo. Agora foi necessária uma ação mais drástica. Espero que o juiz use de bom senso e acate o pedido do promotor.

Paula Gênova disse...

Parabéns aos membros do Movimento SOS Parque da Água Branca pela força do movimento, a luta continua, vamos em frente!
Saudações

Flávio Tiné disse...

Caros amigos:

Embora não tenha tido tempo ultimamente de frequentar o parque, como o faço regularmente nos últimos anos, estou solidário com a campanha em sua defesa.
Considero o governador Goldman um homem sério, mas essa destruição do Parque de Água Branca é inadmissível. Temos que parar essas obras imediatamente, antes que o parque se transforme num Memorial da América Latina, tudo cimentado.

Flávio Tiné, jornalista

Ricardo Lopes Crispino disse...

Pessoal do SOS Pq. da Água Branca

Fico feliz com a ação do promotor e a mobilização do Movimento SOS Pq. da Água Branca. PARABÉNS!!!!!

Ros Mari Zenha disse...

Parabéns a todos e a todas pelo desdobramento junto ao Ministério Público - há esperança de que a ética vá prevalecer no trato com a coisa pública!

Abraço fraterno

Ros Mari

Anônimo disse...

Caro, Flávio.
Infelizmente, este não é o caso do nosso governador. Lembro que era apenas um vice e sua esposa, a vice-primeira-dama, que de abril para cá conseguiu R$ 12 milhões e agora ainda queria mais R$ 2,61 milhões para restaurar o pergolado. Será que podemos considerar este um governo sério no trato com o dinheiro público?

jura disse...

A arrogância e o desprezo com que a comunidade do Parque foi tratada foi repetida com o Ministério Público.

Não havendo disposição para o diálogo e a negociação, não restou outra alternativa ao MP.

A Procuradoria do Estado converteu-se em escritório de advocacia de ma-fé, a serviço dos poderosos, e não do Estado.

Uma orientação prévia teria evitado tantos erros de gestão pública. Essa mistura de intransigência com incompetência tornou São Paulo o estado campeão nacional da dívida judicial, vulgo precatórios.

Daniela Pastana Cuevas disse...

Parabéns ao Movimento, aqui no meu bairro também conseguimos algo parecido com o Movimento S.O.S. Cantareira contra o traçado Norte do Rodoanel.

Daniela Pastana Cuevas

Iaci disse...

Viva, a luta de vcs é supimpa! parabéns!!! Abraços, Iaci

mariana rocha disse...

Parabéns pelo movimento. É triste passear no parque e ver a cada dia uma nova árvore sendo cortada. Não me parece que São Paulo precise incentivar os estacionamentos privados, mas sim os parques públicos. Uma dúvida: os cabos que estão sendo passados nessas obras: alguém está ganhando com isso?

Regina disse...

Daniela.
Morei em Mairiporã e frequento esta região até hoje. O SOS Parque Água Branca vem tomando muito tempo dos voluntários, mas se pudermos ajudar, nos avise. O Parque Estadual da Cantareira deve ser mantido e seu entorno preservado. Acabou de passar uma imagem no SPTV 1ª edição da Fernão Dias e pude ver como a área lindeira desta rodovia está sendo cada vez mais invadida por moradias irregulares. Onde está o poder público nessa hora? É que eles preferem gastar tempo com uma obra do pergolado de R$ 2,61 milhões, agredindo este patrimônio tombado e desrespeitando a nossa inteligência.
Abs,
Regina

Dida disse...

Vamos continuar divulgando essa campanha, procurando ajuda de todos que conhecemos, nossos amigos jornalistas, nossos amigos ambientalistas, nossos vizinhos, nossa família, colegas de trabalho.
Vamos continuar pedindo mais e mais assinaturas, vamos participar em prol da nossa fazendinha, a qual muitos de nós frequenta desde pequenos. A preservação do Parque e de sua identidade é de primordial importância para todos.

jura disse...

A liminar contra a reforma do Pq. da Água Branca
Enviado por luisnassif, ter, 07/12/2010 - 17:16
Por jura

Nassif,

O procurador de justiça Washington Luis Lincoln de Assis, do Ministério Público de São Paulo, finalmente entrou com ação civil pública como pedido de liminar suspensiva da reforma do pergolado tombado no Parque da Água Branca, na capital do estado.

Eu digo finalmente porque o Dr. Washington sempre tentou negociar com o governo do Estado, e até relativiizou muitas das reclamações do Movimento SOS Parque da Água Branca sob o argumento da discricionaridade da administração pública. Mas os abusos foram tantos e sucessivos que ele percebeu que não dava para esperar, sob pena da irreversibilidade dos danos. Foi tratado com a mesma arrogância e desprezo dispensados aos que protestam contra as obras.

A Procuradoria do Estado, por sua vez, converteu-se em escritório de advocacia a serviço dos poderosos, e não do Estado. Uma orientação prévia teria evitado tantos erros de gestão pública. Essa mistura de arrogância, incompetência e intransigência tornou São Paulo o estado campeão nacional da dívida judicial, vulgo precatórios. São cerca de 30 bilhões, acho, porque esse número sobe todo dia e é guardado a sete chaves.

Fique sabendo que os comentários deste blog foram citados no pedido de liminar do Dr. Washington.

A íntegra da Ação Civil Pública do MP está aqui, com exclusividade para o blog:

http://parquedaaguabranca.blogspot.com/p/acp-cautelar-com-pedido-de-limi...

PS: O jornais não cansam de repetir que o Ibope fez pesquisa para o governo do Estado revelando um índice a provação da "revitalização" do parque de 80%. Nós que sabemos como são feitas as pesquisas do Ibope, perguntamos:

1. Quais informações foram dadas aos entrevistados sobre todo o projeto de "revitalização".

2. O Ibope informou que o Parque é tombado e o que isso significa?

3. Quanto custou a pesquisa?

4. Quem pagou?

5. Quais os benefícios dessa despesa para o povo de São Paulo?

6. Uma simples pesquisa de opinião autoriza crimes ambientais e ao patrimônio histórico?

http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/a-liminar-contra-a-reforma-do-pq-da-agua-branca#more

Postar um comentário